Biografia de Carlos Drummond de Andrade

Carlos Drummond de Andrade foi um dos maiores poetas brasileiros do século XX, ele marcou o segundo tempo do modernismo no Brasil.

Formação

Carlos Drummond de Andrade nasceu no dia 31 de outubro de 1902, na cidade de Itabira de Mato Dentro no estado de Minas Gerais, ele é filho de Julieta Augusta Drummond de Andrade e de Carlos de Paula Andrade, que eram proprietários rurais.

Carlos começou a estudar em um colégio interno na cidade de Belo Horizonte, porém ele ficou doente e voltou para Itabira e passou a ter aulas particulares, no ano de 1918 ele foi estudar em Nova Friburgo no Rio de Janeiro, em um colégio interno.

No ano de 1921 ele passou a publicar artigos no Diário de Minas. Em 1923 ele começou a estudar Farmácia na Escola de Odontologia e Farmácia de Belo Horizonte, e em 1925 ele concluiu o curso, no mesmo ano em que se formou ele criou “A Revista” que virou um veículo do Modernismo Mineiro.

Carlos passa a dar aulas de português e geografia em Itabira, mas como a vida no interior não é de seu interesse ele voltou para Belo Horizonte, e foi contratado como redator no Diário de Minas.

Resumo da Biografia de Carlos Drummond de Andrade

Em 1928 Carlos Drummond ingressou no serviço público no cargo de auxiliar de gabinete da Secretaria do Interior. No ano de 1934 ele se mudou para o Rio de Janeiro e passou a ser da chefia de gabinete do Ministério da Educação, e em 1942 ele publicou o seu primeiro livro de prosa chamado Confissões de Minas.

Em 1945 ele publicou a obra A Rosa do Povo, e em 1945 ele passou a ser funcionário do Serviço Histórico e Artístico Nacional, em 1946 ele foi premiado pela Sociedade Felipe de Oliveira pelo conjunto da obra.

Biografia de Carlos Drummond de Andrade

Obras

  • No Meio do Caminho – 1928 – poesia
  • Alguma Poesia – 1930 – poesia
  • Poema da Sete Faces – 1930 – poesia
  • Cidadezinha Qualquer e Quadrilha – 1930 – poesia
  • Brejo das Almas – 1934 – poesia
  • Sentimento do Mundo – 1940 – poesia
  • Poesias e José – 1942 – poesia
  • Confissões de Minas – 1942 – ensaios e crônicas
  • A Rosa do Povo – 1945 – poesia
  • Poesia até Agora – 1948 – poesia
  • Claro Enigma – 1951 – poesia
  • Contos de Aprendiz – 1951 – prosa
  • Viola de Bolso – 1952 – poesia
  • Passeios na Ilha – 1952 – ensaios e crônicas
  • Fazendeiro do Ar – 1953 – poesia
  • Ciclo – 1957 – poesia
  • Fala, Amendoeira – 1957 – prosa
  • Poemas – 1959 – poesia
  • A Vida Passada a Limpo – 1959 – poesia
  • Lições de Coisas – 1962 – poesia
  • A Bolsa e a Vida – 1962 – crônicas e poemas
  • Boitempo – 1968 – poesia
  • Cadeira de Balanço – 1970 – crônicas e poemas
  • Menino Antigo – 1973 – poesia
  • As Impurezas do Branco – 1973 – poesia
  • Discurso da Primavera e Outras Sombras – 1978 – poesia
  • O Corpo – 1984 – poesia
  • Amar se Aprende Amando – 1985 – poesia
  • Elegia a Um Tucano Morto – 1987 – poesia

Curiosidades

  • Carlos Drummond de Andrade faleceu em 1987 no Rio de Janeiro, por causa de um infarto do miocárdio;
  • Depois que faleceu, Carlos Drummond foi muito homenageado com o seu nome em ruas, bairros, e outros. Ele também foi homenageado através de estátua;
  • Carlos morreu doze dias depois de sua filha falecer;

Frases

  • “Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo.”
  • “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.”
  • “A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.”
Biografia de Carlos Drummond de Andrade
4 (80%) 3 votes

Leave a Reply